Essa mandata é nossa
conquista! Mas para a
gente ampliar ainda
mais as nossas vozes,
precisamos estar juntas!
Inscreva-se para
receber chamados de
mobilização.

Mulher negra, feminista, socialista, licenciada em história pela UERJ e mestre em Serviço Social e Desenvolvimento Social pela UFF, Talíria é deputada federal e pré-candidata a prefeita de Niterói, cidade em que nasceu e cresceu.

Quando professora, deu aula na Maré, em São Gonçalo e em Niterói. A realidade das escolas sempre foi um motivo para ir à luta. Foi da sala de aula que veio a vontade de transformar a sociedade.

Em 2010, conheceu o PSOL e iniciou sua militância partidária, decidindo, seis anos mais tarde, se candidatar a vereadora em Niterói. Na campanha por uma Niterói negra, feminista, LGBT e popular, foi eleita a vereadora mais votada da cidade e, por mais de um ano, era a única mulher na Câmara Municipal. Foi presidente da Comissão de Direitos Humanos da Criança e do Adolescente e teve um dos mandatos mais jovens e propositivos da casa.

Talíria foi eleita deputada federal pelo PSOL, em 2018, com 107.317 votos — a nona mais votada do estado do Rio de Janeiro. E, em 2022, foi reeleita com quase 200 mil votos, tendo sido a terceira mais votada para a Câmara Federal e a mais votada de toda a esquerda no estado do RJ.

Durante seus anos de atuação na política, destinou mais de R$ 100 milhões para saúde, educação, esporte, meio ambiente, cultura, assistência social, acessibilidade, habitação, segurança pública para o estado do Rio de Janeiro, sendo R$ 46 milhões para Niterói.

É mãe da pequena Moana Mayalú e do pequeno Kaluanã Sol e entende que é urgente tratar a maternidade como ato político. Como mãe e feminista negra, defende, de forma incansável, mais direitos para as mulheres e também para que o direito ao maternar seja respeitado. Lugar de mãe também é na política!​

PARTICIPE

DA MANDATA

PARTICIPE

DA MANDATA